Textos em português e esperanto. Tekstoj en la portugala kaj en Esperanto.

Obrigada por sua visita! Dankon pro via vizito!

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Alma

Na arena da linguagem

Dos poetas e santos,

Um sonho foi roubado.



E as pedras dos castelos

Dos mitos e heróis

Emudeceram

De súbita cegueira.


Um grito foi amordaçado,

E instaurou-se o vazio

Da urgência de existir

Sem arte...


Mas o coração do guerreiro

Amanhece menino

Todo dia e, sem pressa,

Olha o mundo sempre

Como se fosse vez primeira.


 
Maria Nazaré de C. Laroca

Rio, 1º de setembro de 2012
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário