Textos em português e esperanto. Tekstoj en la portugala kaj en Esperanto.

Obrigada por sua visita! Dankon pro via vizito!

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Lua do Leblon








Muitas luas já vivi ...

Lua barroca de Minas,

Hóstia de luz elevada

Sobre o silêncio beato

Dos telhados das igrejas

De Ouro Preto e Mariana ...



A lua fria de Manhattan

Vai pingando solidão

Nos braços da Liberdade ...



Mas essa lua vermelha

Que contemplo de joelhos

Do Mirante do Leblon:



Lua vestida de ouro,

Nua, despida em fogo,

Paixão suspensa, fetiche ...



Essa lua equilibrista,

Balão chinês que enfeitiça,

É como um orgasmo do sol:

Incêndio num mar dourado!



Maria Nazaré de C. Laroca

IN: Travessia do Poema.Juiz de Fora: FUNALFA; Campinas:Pontes Editores. 2012, p. 4
7.

9 comentários:

  1. Esse é um dos seus mais belos!!! Beijos :D

    ResponderExcluir
  2. Gostei demais das metáforas. A lua em várias versões, mudando conforme o local e a sensibilidade da poeta. Tenho um poema que se chama Fases que tem a lua como tema. Olha só:

    Fases

    Lua cheia
    perfuma a cidade.

    Alma em festa.

    Lua nova
    derrama mistérios.

    Em prece.

    Lua míngua
    no céu.

    Aguarda semeadura.

    Lua retorna
    crescente.

    Esperança.

    Lua & eu
    neste ciclo.

    A vida em todas as fases.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por seu poético comentário, Poeta Ricardo Mainieri!
      Seu poema é muito bonito e contempla a magia da lua em todas as fases.

      Excluir
  3. Plena luno estas plej bela spektaklo sur la chielo. Sentemaj poetoj eterne amas poeziumi sub ghi. Temas pri vera sorcho...

    ResponderExcluir
  4. Dankon pro via sorĉa komento,Poeto!
    Plenluno tre fascinas min ekde ĉiam; mi ĝin amegas!:)

    ResponderExcluir
  5. uma lua enfeitiçada e bela nos teus versos! beijos

    ResponderExcluir
  6. Obrigada, Poeta feiticeira! :-)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Esse é um dos meus poemas preferidos! :)

    ResponderExcluir